Project Description

O Paisagem Efémera – natural e rural  é uma criação transdisciplinar concebida para se desenvolver numa lógica de intervenção artística na paisagem. 

Um laboratório de criação entre a equipa artística do Teatro da Didascália e o território de Joane. Através das suas intervenções artísticas no espaço público, esta criação do Teatro da Didascália terá como propósito estimular novos olhares sobre a paisagem natural e rural, potenciando uma reflexão sobre a sensação de fragilidade e efemeridade do planeta, a mutação do seu clima e, consequentemente, a transformação da própria paisagem.

Com um formato itinerante, o percurso convida o público a viajar pelo cenário natural e rural do território. Ao longo dessa viagem, o público será confrontado com diferentes intervenções artísticas, que, interligadas, constroem uma dramaturgia que se inscreve na paisagem ao longo do percurso.  

Em cada ano, três estações, em cada estação, um percurso diferente: 

– Na primavera, a paisagem natural e exterior será o percurso privilegiado com intervenções artísticas no meio da natureza. 

– No outono, voltamo-nos para a paisagem interior do território, num percurso que passará por casas particulares, lojas, adegas, quintas, capelas, através das quais seremos levados a olhar ou a imaginar o exterior através das janelas de casa. 

– No inverno, comemoramos o solstício de inverno, num percurso marcado por instalações de luz e intervenções sonoras e performativas na atmosfera noturna. 

Eco-conceção: os processos de produção não podem ficar alheios a uma ação revolucionária. Tal acontecerá por meio de metodologias capazes de inspirar equipas artísticas, técnicas, de produção e comunidades. 

O projeto será desenvolvido no sentido de reduzir ao máximo a emissão de gases com efeito de estufa para o ambiente, quer por ação direta, no âmbito do processo de trabalho, quer por ação indireta, através de prestadores de serviços locais, consumíveis utilizados, etc. Serão criados equipamentos técnicos de luz, som e vídeo auto suficientes energeticamente, promovendo uma total independência do consumo de combustíveis fósseis. Como resposta à impossibilidade de apresentação em espaço público devido ao surto de covid-19, surgem as “Conversas ao Pé da Porta” e o Podcast “Áudio Derivas”, dois formatos que têm como objetivo a partilha virtual de processos e conhecimento. 

 

Direção Artística: Bruno Martins
Coordenação Geral: Cláudia Berkeley
Criadores: António Júlio, Bruno Martins, José Nuno Lima, Margarida Gonçalves, Rui Souza, Valter Alves
Coordenação zOOM: Ver Melhor: Vera Santos
Direção Técnica: Valter Alves
Produção: Raquel Passos
Comunicação: Sara Rosa Oliveira
Design Gráfico: Rui Verde

 

O Teatro da Didascália é uma estrutura apoiada pela dgArtes – Direção Geral das Artes | Ministério da Cultura