Contos d’Avó- 2013

Loading...

O festival Contos d’Avó é a primeira grande iniciativa do Espaço Mutante, enquanto plataforma cultural de interação com a comunidade e de intervenção no espaço público e privado.

“Contos d’Avó” é um festival itinerante de contadores de histórias, realizado nas próprias casas dos avós do concelho de Vila Nova de Famalicão, nesta primeira edição realizado nas freguesias de Joane, Pousada de Saramagos e Vermoim.
Queremos, com este festival, preservar e fomentar um hábito que se tem perdido ao longo dos anos: contar histórias. Todos nos lembramos, uns mais do que outros, das histórias contadas à lareira nos dias chuvosos e frios de Inverno. Outros lembram-se, certamente, de terem adormecido ao som dessas histórias. O festival tem como ambição recriar todo este processo de sabedoria popular e de ambiente fraternal.
O ato de contar uma história não se esgota apenas na transmissão do ensinamento, da moral. Mais importante ainda é o ritual da partilha de quem conta e de quem se senta na disposição de ouvir, de toda esta reunião familiar onde se fortalecem os laços de afeto e respeito mútuos.
Reavivar esta memória coletiva, preservar este património imaterial, despertar e cultivar este hábito de contar histórias são os principais objetivos deste festival.
Convidamos toda a comunidade a visitar a casa destas avós, a deliciarem-se com os nossos contadores convidados, e quem sabe, a contarem-nos as vossas histórias…

Contexto local e social dos Contos d’Avó

É sabido que, nos países industrializados, o ritmo da vida quotidiana tem tendência para ser acelerado e desgastante, deixando para segundo plano a reunião familiar e uma vida social saudável. Uma das consequências deste atrofiamento social foi a brutal proliferação do número de lares da terceira idade, justificada pela falta de tempo das famílias contemporâneas no tratamento dos seus idosos, bem como o aumento do número de casos de solidão na velhice.
Apesar dos traços ainda bastante rurais que caracterizam o concelho de Vila Nova de Famalicão, este município foi, durante muitos anos, dos mais industrializados do país, sendo a indústria do têxtil a que mais postos de trabalho criou e contribuiu para o desenvolvimento da região.
No entanto, consegue-se observar, ainda dentro do concelho (principalmente fora da zona urbana), uma dinâmica e um espírito comunitário ainda vivo, facilmente identificável pelas festas e romarias que caracterizam cada freguesia. Infelizmente, este tipo de fenómenos “bairristas” têm tendência a desaparecer, cabendo a nós, agentes e promotores culturais, a manutenção deste tipo de manifestações populares, integrando-as e adaptando-as à realidade contemporânea.
Como referido anteriormente, os momentos familiares de partilha e ensinamento de geração em geração são cada vez menos frequentes, com tendência a desaparecer por completo. Assim sendo, o Espaço Mutante considera o festival “Contos d’Avó” de extrema importância para o fortalecimento dos laços entre a cultura e a comunidade, contribuindo assim para o desenvolvimento sócio-cultural da região e corrigindo as assimetrias no acesso à cultura por parte das populações que se encontram fora dos centros urbanos.

 

Direção Artística/ Ideia Original/ Produção e Coordenação Geral
Bruno Martins

Coordenação e Programação
Patrícia Amaral

Direção Técnica
Valter Alves

Design Gráfico
Rui Verde

Vídeo
Mário Macedo

Video resumo

Programação 2013