Project Description

António Fontinha

Nasceu em Lisboa, viveu em Angola até 1974 e começou a contar histórias em 1992. Em 1995, rendido aos encantos da narração oral, passou a viver de contar histórias, dinamizando até à data milhares de sessões de contos por todo o país. Fora de Portugal contou em Espanha, São Tomé e Príncipe, Cabo Verde, França, Argentina e Bélgica.

A base do seu repertório são temas da tradição oral portuguesa que tem vindo a investigar em múltiplas campanhas de recolha de contos tradicionais.

Sessões nas casas das avós:

Avó Aida Oliveira, Vermoim (10/09/2015 às 18h)

Esta querida avó, que hoje tem uns belos 82 anos, foi, em tempos, uma requisitada costureira. Em casa tinha uma máquina de pedal que atraia a atenção das filhas. À socapa, tentando imitar a mãe, as filhas partiam-lhe as agulhas. É a errar que se aprende: duas das suas filhas são, hoje, também elas costureiras. Lembra-se dalguma história em que alguém se pica numa agulha? Talvez a avó Aida Oliveira se lembre e nos conte…

Avó Maria da Silva Faria, Joane (11/09/2015 às 18h)

Dona de uma simpatia e beleza de fazer inveja, esta simpática senhora é mãe de 10 filhos, avó de 16 netos e bisavó de 12. Segundo ela, em breve, terá tantos bisnetos como netos!

Conhecida por Maria da Ponte, contou-nos que o seu percurso de vida não foi fácil. O marido não tinha emprego e rumou a Lisboa na esperança de o encontrar. Nessa altura, fazia diariamente Joane-Ronfe/ Ronfe-Joane com os filhos às costas. Para além desta história, muitas mais existem para contar. Sintam-se convidados!

Contos à Mesa:

Restaurante Serenata, Joane (10 & 11/09/2015 às 21h)